domingo, 28 de fevereiro de 2010

A resposta é sim

Percebi que desperdicei todo o tempo que tinha para aprender o que gosto, não que não tenha tempo ainda para tal porém não será da mesma maneira.
Mesmo diante de ti (grande conhecedor do assunto), não dediquei-me o quanto devia.
Fato é que, estando longe do mestre é que reconhecemos sua sabedoria acima da média, mas falar sobre isso  não é o que interessa.
Você sabe o quanto é grande afinal muito provável é que seja lembrando sempre pelas pessoas que te gostam.
Isso não se dá somente pelo conhecimento que transmite e sim com o que vem embalado nisso tudo. Carisma inconfundível que só combina com teu nome, loucura agradável que não se tem procedentes em outros, alegria que contagia e tristesa que nos faz pensar.
Lembro-me de um episósio que me faz pensar que você é insubstituível (mesmo sabendo da força dessa palavra , insisto em afirmar).
Se bem me recordo, segunda feira, 1ª aula do período matutino (que assumidamente você sempre odiou), todos aguardando para ter uma aula viajante nas idéias  de "A Divina Comédia" e você simplesmente não chegava. Ah legal! Mais uma aula vaga no pátio da escola botando o assunto do final de semana em dia enquanto assistiamos o treinamento do time de handball, pensei.
Esbaforido, o ví subindo a rampa, se arrumando como se acabando de vestir a jaqueta jeans naquele dia um pouco friorento. Chegou na sala com um rosto de clara interrogação dizendo que havia saído atrasado de casa e que consequentemente esquecera de fazer algo que não sabia o que era.
Colocou a mochila sobre a mesa e começou a checar tudo o que havia nela. Livros, caderno de anotações etc e tal.
Nós todos observando sem entender o que era tão importante que ele tinha esquecido de fazer.
A sala de aula já estava começando uma bagunça característica que se faz quanto se está no primeiro ano do ensino médio, quando sem mais ele grita:
- Sabia que tinha esquecido alguma coisa. É lógico só poderia ser isso!
Todos se entreolham e por fim questionam o que seria.
- Esqueci de escovar os dentes!
Caímos na risada simplesmente por esse fato, mal sabendo o que estava por vir.
Ele retira então da mochila, pasta e escova de dentes e pasmem, começou a escovação dentro da sala de aula!
Inevitavelmente teria que atravessar a escola para chegar ao banheiro e, lá foi ele, escovando os dentes no meio das rampas com a boca cheia de espuma azul de pasta.
Foi muito engraçado!
Não sei se lembra disso e também não me lembro se o atraso e o episódio da pasta foram no mesmo dia mas o que quero dizer é que sinto falta dessa tua presença marcante mesmo nos dias em que estava de mal humor.
Essa história toda é para dizer que sim, você é o melhor e único mestre que tive e que não soube aproveitar. Não acho maneira de dizer o que quero mas espero que possa ser sim de todas as formas ( e que sejam  inimagináveis) e sei que nada disso é simples (como disse-me certa vez).
Por aqui fico neste simples relato que me faz recordar bons momentos na tua presença e espero que muitos venham!
Muito obrigado por existir e por ser quem és pois o tenho como referência e isso é uma grande satisfação.
Quero ser assim um dia, e sim, a resposta é sim se quer saber (acho que se recorda).

Leticia Duns. 

2 comentários:

Fernando Leite disse...

Letícia, é meio difícil de escrever agora, pois ao terminar de ler o texto, caí em lágrimas, é sério, estou chorando mesmo. lendo o texto e ouvindo uma música que facilita um pouco o choro, mas é que lembranças são ótimas e esse dia é uma das minhas lembranças mais marcantes da escola, brilhantemente relatada em suas palavras. É meio estranho dizer isso mais obrigado por me fazer chorar, com uma lembrança engraçada e feliz, e que sempre vai ficar na minha memória, e me fazer lembrar que pequenos momentos se tornam grandes lembranças.

Beijos,

Fernando

Descobrindo Um Novo Ser Lunático disse...

Nossa Fe, esse foi um dia maravilhoso, não esquecerei jamais !!! Ele simpesmente é o cara... rsrsrs
É bom chorar por coisas que passamos, isso nos faz realemente perceber o quanto somos impotentes quanto ao tempo já que não podemos voltá-lo, mas na lembrança esses momentos ficam e são revividos como se no instante !
Adoro isso tudo !!!

Muito obrigado !

P.S:

Por que excluiu teu blog? Raiva de vc viu !!! Saudades de teus textos !