sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

9 meses

Vou ter um filho e isso me basta.
Saber que esse que se gera em meu ventre
Será só meu e de mais ninguém já me convence.
Querer que saibam que minha vida é dele
E que tudo que farei refletirá sobre ele me contenta
Assim, deixarei de lado os erros desnecessários,
As aventuras reviradas e a vida desajeitada.
Meu pequeno, mexe-se dentro de mim.
Sinto tua falta aqui fora, mas quando sair
Sentirei tua falta aqui dentro.
Uma sintonia que não se sabe explicar
Uma ligação elementar
Uma sabedoria da natureza, entregou-o à mim.
Só para mim, minhas origens e somente minhas.
Ansiosamente esperarei para afagar seu rosto
E ver nele o meu e de mais ninguém.

Leticia Duns

2 comentários:

Fernando Leite disse...

Só mesmo uma mulher pra descrever com tão belas palavras o que é gerar uma criança.

Parabéns pelo texto


Beijos,

Fernando

Descobrindo Um Novo Ser Lunático disse...

Nossa nem sei se consegui descrever sabe, nunca passei por isso, mas acho que deve ser mais ou menos assim... rsrsrsr

Bjss