sexta-feira, 14 de maio de 2010

Não Consigo

Já desviei o caminho
Peguei um atalho
Fugi do destino.

Andei confortável
Ruas floridas
Paisagem impecável.

Apaguei a história
Comecei um rascunho
Pequei com glória.

Nesses inversos
Camuflei teu nome
Em meus desejos.

Rua turva caminhei
Ao seu final, vazio
Só sei que sempre te amei.

2 comentários:

Fernando. disse...

É isso mesmo. As vezes pensamos ter esquecido, mas não esquecemos. E acabamos por sofrer.

Beijos.

Michelle Lynn disse...

Lindo... lindo mesmo!!
parabénns!!!