sexta-feira, 16 de julho de 2010

Sem definição


A verdade é que o amor não cabe somente em mim,
não cabe somente em ti,
Não cabe a ninguém que seja denominado ser humano.
Ninguém pode senti-lo em todas suas propriedades
e quem disser que pode
Estará traindo seus princípios e sentimentos mais variados
Indo propriamente contra o que é o amor em si.

Leticia Duns

4 comentários:

Leticia Duns disse...

Torno-me assim somente alma, não ser humano, assim sinto tudo o quanto o amor pode me trazer em suas propriedades...

Esse poema escrevi a algum tempo, resolvi posta-lo assim como estou fazendo com alguns...

Espero que gostem...

Abraços, Leticia Duns.

aRTISTA e aRTEIRO - Rubem Leite disse...

Amar...
É o reconhecimento íntimo da ligação entre eu e o outro.
Saliva na própria boca, normal...
Saliva da boca alheia, nojento.
O irmão vomita, a pessoa limpa e cuida.
O mendigo vomita, a pessoa vomita nele.

Leticia Duns disse...

Eis que somos contraditórios, eis que queremos de tudo um pouco sem saber para quê, eis que sinto o que me importa e convém, eis que descubro que a parcela de amor como um todo é muito pequena diante da imensidão real deste sentimento.

Eis que somos contraditórios nas nossas concepções, amor... Não se sente todas suas propriedades, eis a realidade.


- Obrigado pelo comentário Rubem, adorei !

Leticia Duns.

MAILSON FURTADO disse...

Excelente texto...

PARAbéns pelo belo blog...

MUITO BOM!!!

Acesse...

http://mailsonfurtado.blogspot.com