quarta-feira, 8 de junho de 2011

Apenas Espere

Estava tudo distante,
Mas não pedi que esperasse
Nem que ficasse,
Muito menos que fosse.

Não pedi que esperasse força
Pois o coração é vulnerável às emoções
Não pedi que esperasse meticulosidade
Pois a mente é imensidão de caminhos desconhecidos
Não pedi que esperasse conhecimento
Pois o ser se conhece um pouco a cada dia

Só espere que eu volte
E deixe a esperança em seu coração
E percorra seus caminhos
E te conheça cada vez mais

Assim...
Só espero que me espere
Mas de mim...
Só espere que eu volte,
Um dia...

Leticia Duns

2 comentários:

TIAGO COSTA ILUSTRA disse...

As vezes as energias, forças e entusiasmo parece evaporar na sombra do cansaço.Um sorriso me basta.
Respire fundo, salte e deixe que sua alma sita o calor de seu coração.
Não há obstáculos em nossos caminhos capazes de nos fazerem desistir, apenas sinta, ouça e continue voando com seu belo sorriso.

Le, muito obrigado por me inspirar todos os dias.

Diana Carla disse...

Lindo poema de abertura do blog...a inspiração foi embora de mim e não se volta a me visitar!!

bjinhus